O rapaz do pijama às riscas de John Boyne - Ler faz bem #60

Classificação: 4 estrelas
  
O Rapaz do Pijama às Riscas
de John Boyne
Tradução: Cecília Faria, Olívia Santos
Ano de Edição / Impressão / 2008
Páginas: 176
Edições Asa
ISBN: 9789724153575
Faixa etária: a partir dos 13 anos

O Rapaz do Pijama às Riscas de John Boyne
Bruno é um rapaz de 9 anos que vive em Berlim rodeado de amigos. Desconhece a realidade por ainda ser demasiado jovem. Devido ao trabalho do pai, Bruno tem de mudar de casa e ficar longe dos seus amigos. Habituado à cidade e à brincadeira, Bruno sente necessidade de conhecer e de procurar novos amigos. Através de uma janela de casa consegue ver uma cerca e por detrás dela há pessoas. Numa tarde. Bruno arranja coragem e vai até lá, afinal existem também crianças do outro lado. Bruno conhece Shmuel e dali começa uma amizade.




Sabem o filme "A vida é bela"? Ao ler este livro tive as mesmas sensações que ao ver o filme. É um livro simples com uma mensagem poderosa. Ver o holocausto através dos olhos de uma criança é sempre arrebatador. Senti raiva e nojo mas também senti cumplicidade entre os miúdos. Não é um livro com um final feliz, mas sim um livro sobre uma amizade improvável num tempo de ódio. Na minha opinião, este livro é para todas as idades e devíamos ler pelo menos, uma vez na vida. 

Para os mais preguiçosos aqui fica o trailer...

Pontos positivos: Está no plano nacional de leitura.
Pontos negativos: O meu irmão está no 8º ano (supostamente é quando eles o devem ler) e a professora achou que não era necessário ler...

6 comentários:

Diana Fonseca disse...

Sempre tive curiosidade de ler esse livro mas ainda não tive oportunidade.

esperto que nem um alho disse...

Vi o filme e... pronto, não é daqueles filmes que deixem uma pessoa com a melhor opinião sobre o ser humano.
Para mim todos os filmes sobre o Holocausto são traumatizantes. Fico com vontade de "rebobinar" o tempo e matar outra vez os nazis.

Leonor disse...

Já li e é um livro incrível!

C. disse...

omg eu tenho esse livro na minha lista... até me dá taquicardia só de pensar

Nádia disse...

Vi o filme e gostei muito :)

Dora disse...

Também o tenho e neste caso prefiro o filme que já vi 3 vezes.
Estive em Auschwitz há 3 semanas e percebi porque é que este livro foi escrito. A família do SS mais importante do campo era ali, a 3km de Birkenau.