Agora só são memórias

O texto é daqui

"Nunca fui dessas coisas, ou melhor, nunca acreditei nessas coisas. 
Minto, acreditei sim."

"Até há bem pouco tempo, tive o prazer de conhecer e de fazer parte da família do casal mais cómico e alegre do mundo. Tenho orgulho de dizer que são os meus tios e que chegaram até aos 65 anos de casados. Um amor incondicionável que faz lembrar uma boa comédia romântica.

Casaram-se com 16 anos lá na aldeia e tiveram 8 raparigas, isto porque o meu tio queria um rapaz e porque naquele tempo não havia grandes distrações. 
Aquela família foi crescendo, hoje são mais de 20 netos e um número ainda não definido de bisnetos. A minha mãe está lá metida no meio, tudo porque os meus avós e os meus tios emigraram para a França juntos, o que tornou a família ainda maior. Algumas filhas por lá ficaram, mas eles regressaram à aldeia.
Quando chega o Verão, todos se juntam na festa da aldeia. Todos os anos, fosse Natal ou Verão, ia até lá e visitava-os. A casa estava sempre cheia e cumprimentar todos era uma missão impossível. Quando nos sentávamos, o meu tio fazia o favor de nos obrigar a comer, até a mim, mesmo não tendo fome. Cortava o pão, o presunto e dava a todos, e nós bem o tínhamos que o comer.
Dei muitas gargalhadas com ele e com o meu avô, porque quando se juntavam era a paródia. Estavam sempre juntos, e juntos ficaram por várias décadas. As ricas histórias da emigração, as palhaçadas no terraço... Sim, estou a falar no passado... as memórias são mágicas, mas tudo tem um fim.
Aquela casa já não se enche de alegria, agora enche-se de memórias. Falta a voz dele, falta a presença dele, falta tudo. O Verão já não foi o mesmo, a casa apesar de estar lotada, a peça fundamental já lá não está.
Sempre foi aquele casal que admirei, sempre foi aquele o meu exemplo de amor eterno."

Ontem partiu a outra metade. Acredito que se tenham reencontrado... pois um amor destes vence qualquer barreira... 

Pedaços de mim 8#


Um abraço ajuda a esquecer muita coisa.

Pilates e Choques

Durante as próximas semanas vai ser assim, ou melhor, vou tratar de mim. Tenho seguido os vossos conselhos e durante 5 minutos penso no que devo fazer por mim e para mim durante o dia, depois  aponto num bloco de notas (ordens da nutricionista). 

Comecei a semana com o tratamento de "choque", a fisioterapia. A clínica mais parece um lar de idosos, mas os velhotes até são fofinhos. Enquanto estou a ser "chocada", ouço as conversas dos quartos ao lado. Na sexta um avô babado dizia - A minha neta pinta-me bigodes enquanto faço a sesta - ou melhor - A minha garota vai ao Dragão ver os Mousse. São pequenas conversas e relatos de vida que por ali passam. Alguns contam os tempos em que passaram fome, outros sobre a guerra colonial, mas há sempre tempo para umas boas piadas. 

Na terça, lá fui eu e a Bi para a aula de Pilates. A nossa instrutora das terças e quintas é uma moça brasileira que nos manda fazer uns exercícios com uns nomes muito complicados. Temos feito exercícios pélvicos e lombares. Às quartas a moça é outra e os pilates também. Saí da aula completamente dorida, mas sem dores. Ah! Durante a aula de pilates de quarta, uma senhora não aguentou e pum, soltou um peidinho. Ninguém se riu, tentei nem olhar para a Bi, pois ai seria a palhaçada total. 

As aulas de pilates são uma espécie de Yoga, uma pessoa não se deve rir é suposto relaxarmos. ADMITO, tem sido muito complicado pois a moça brasileira diz calmamente, vamos sugar o esparguete com a piriri, ou melhor, os faróis devem estar a apontar para o céu. Ok não tem piada, mas uma pessoa tem que se rir com alguma coisa certo?


Para quem quiser:

Querem  experimentar um exercício muito bom de pilates? Ora aqui vai, imaginem que estão a "sugar" o esparguete com a vossa vagina, digam-me qual é músculo que está a doer?

Não desapareci e pouco menos estou de férias. Antes de mais, obrigada pelos conselhos vou tentar pô-los em prática. Esta semana ainda mal começou e já estou rebentada. Ando a fazer os tratamentos à coluna juntamente com os pilates. A professora de pilates é um máximo, mas isso é tema para outro post.