Novos desafios

Devido a um problema de saúde tive que tomar medidas drásticas, uma delas foi inscrever-me num ginásio e  tentar melhorar a minha postura. O ginásio têm uma nutricionista e perguntaram se gostaria de ser seguida por uma, acabei por aceitar. A consulta foi ontem e a nutricionista analisou-me da ponta dos pés até à ponta dos cabelos, mas antes já tinha respondido a um questionário que mais parecia de uma psicóloga. 
Super simpática e super acessível disse que tinha que alimentar-me e não saltar refeições mas que tinha que mudar um comportamento, deixar de ser altruísta.
Essa é a minha tarefa, deixar de pensar no bem dos outros e pensar no meu, e tenho que tratar de mim. Sendo eu um zero à esquerda nesse assunto, venho por este meio pedir a vossa ajuda. 


O que é que vocês fazem por vocês? e para o bem de vocês? 
(Tenho que preencher uma ficha com mudanças de comportamento e realizar essas mudanças)

Mais um episódio da minha vida

Para quem  me quiser matar, este post vai ajudar-vos imenso.

Não sou pessoa de me enfardar em fruta, e é sempre um sacrifício comer por vezes uma simples maçã. Como não estou bem de saúde, fui obrigada a fazer dieta. Assim sendo, decidi apostar no sacrifício. Há dias fui à frutaria com a sô dona minha mãe e decidi comprar ananás, pêras, maçãs e pêssegos. Nesse mesmo dia, lá fui eu às rodelas do ananás, e comecei a comer. Visto que o consigo nas pizzas, também o devo conseguir comer à lambona. 

Tim: Oh mãe, estou a ficar com a boca grossa é normal?
Mãe: Já estás a fazer birra, faz favor de comer.
Tim: e aftas é normal?
Mãe: Abre lá a boca

Estava a sangrar da língua e estava a ficar cheia de aftas no céu da boca. A minha reação foi comer gelo, e a partir dai a minha língua começou a ficar normal. Como no dia a seguir ia ao médico, aproveitei e contei-lhe o episódio, e ela disse que a minha sorte foi o gelo pois estagnou a alergia. 
Não devo comer fruta tão cedo, vou é apostar nos legumes... e pronto era só isto. 

O fim de semana serve para muita coisa. Sábado é dia de limpezas. Domingo é dia de passear até ao shopping, parque, com ou sem companhia. 
Bom fim de semana. 

A pedido de muitas seguidoras, criei um novo separador "Receitas" e mais não é preciso dizer pois não?

Pedaços de mim 7#



Este fim de semana apeteceu-me algo docinho e fiz queijadinhas de leite condensado (não levam açúcar). A receita dá para fazer umas 25, mas neste momento já não há nenhuma. Que doces gostam vocês de fazer?  


No meu tempo não era nada disto 2#


 

Nos dias de hoje para os miúdos a palavra bater já não serve para descrever o acto de espancar/dar porrada/partir-lhe uma perna, mas sim para descrever um acto sexual. 
Nos dias de hoje para os miúdos a palavra opinar não descreve o acto de dar opinão, mas sim descreve um acto sexual. Daqui a nada, abrir a boca, só vai dar asneira.

Olha tu queres ver



que a Ministra da Agricultura foi ao Festival da Eurovisão? 

HIMYM


Para quem pensava que a mãe não aparecia, ora pois bem, ela aparece. O episódio pode não ser grande coisa mas a identidade da mãe já cá canta. Agora quero saber a vossa opinião.

Os gajos da luz



Durante esta semana, andaram pelas ruas os moços que contam a luz. Já os tinha visto por isso sabia que tinha que estar com atenção à campainha. Tal é o meu espanto, quando vejo a senhora a passar em todos os prédios e a deixar aqueles avisos "de tocar tocado e ninguém abriu a porta". Ora não faço mais nada. Desço as escadas e vou até às caixas do correio. Já lá estava o aviso. Sabendo que a senhora andava pelas ruas a distribuir estes avisos sem sequer tocar, chamei-a e ela toda sorridente veio ter comigo. 

Senhora: Bom dia!
Tim: Olhe desculpe, você não tocou à campainha pois não?
Senhora: Não tocar campainha, nunca estar ninguém.
Tim: Olhe que está enganada, porque neste prédio estão cá todos.
Senhora: Pois, não quero subir escadas, ficar cansada.
Tim: Então venha lá comigo porque quero a luz contada.

A senhora era estrangeira, era preguiçosa e saiu do prédio a dizer palavrões. (essas merdas já tu sabes dizer bem)

Verdade, verdadinha


Este blogue já teve melhores dias...

Como sabem no dia 13 de Maio é o dia D, ou seja, vamos conhecer a mãe (pelo menos é o que dizem). Assim sendo e de forma a acalmar os nervos, vou rever as temporadas todas. 
Se alguma de vocês quiser ver o episódio em directo, fale comigo ;)

Grégory Lemarchal

É o nome do cantor da imagem do post anterior. Como é óbvio, nem todos o conhecem, nem eu esperava que tal acontecesse. É conhecido por  "La voix d'un ange", sofria de  fibrose cística , mas a doença não o impediu de baixar os braços e ir em frente com os seus sonhos. Em 2004 ganhou a Star Academy 4 e a partir daí arrancou a sua carreira. Teve a oportunidade de cantar no Olympia em 2006 e fazer um dueto com a Lucie Silva (vejam o vídeo, talvez conheçam a música). Uma pessoa com fibrose cística tem uma esperança de vida entre os 30 a 40 anos, mas há casos que é necessário um transplante de pulmões (em casos muito graves). O Gregory acabou por falecer à espera de um transplante pulmonar, mas a sua morte não foi em vão, os seus pais criaram uma associação que têm ajudado e muito outros doentes. 

(Caso queiram saber mais alguma coisa é só perguntar)

Deixo-vos algumas músicas, caso queiram ouvir: