Estou em modo


Arrumar e limpar .... vocês sabem... aquelas coisa que ninguém gosta...



Estão de volta

Olha Olha...

Estou tentada a ir  ver... pelo menos 3 filmes

Quero acreditar que

Um dia este amor, volta a ter asas... VJ



Bem... vou procurar um estágio, e enviar currículos. Ainda estou a ponderar tirar uma Pós-Graduação, mas sem um emprego não quero dar mais despesas cá em casa. 
Confesso que a procura de estágio está-me a deixar com medo, mas é normal. É não é? A faculdade vai ter mesmo um fim, ao que parece compraram aquele prédio e vão deitá-lo abaixo, tenho alguma pena, mas mesmo assim fico feliz por ter sido das últimas pessoas a estudar naquele lugar tão especial. Mas para o bem da faculdade, aquele pólo vai mudar de lugar, e ainda bem. As condições devem melhorar tal como o equipamento que lá existe. Vou ter saudades das aulas de redacção, como o tempo que passei naquele projecto inovador. As aulas de TV, as emissões de rádio, e as conversas do corredor. Os pequenos-almoços na D. Zé, mas sobretudo dos meus colegas e das minhas amigas. Sim, é verdade, os amigos que se fazem na faculdade são para toda a vida. Arrependo-me de ter dado de mim a quem não merecia, mas no fim de contas foi uma lição de vida.
Duvido que um dia mais tarde se lembrem de mim pelo nome, mas sim por Delegada. Há uma coisa que não vou ter saudades nenhumas, é dos gritos matinais de certos colegas que possuem uma voz esganiçada a gritar DELEGADA! Coisa que me deixa indisposta logo pela manhã. 

Após meses de trabalho intensivo.... o repouso é necessário

O egoísmo e a ganância das pessoas



Podem dizer que não, mas a nossa sociedade está-se a tornar cada vez mais gananciosa e egoísta. Ontem no pic-nic do Continente tive a prova viva. A crise em Portugal está a levar as pessoas ao rubro. No fim do concerto do Tony Carreira, já não restava nada de nada para a mostra, como já perceberam, levaram tudo, menos os animais.  
Arrancaram tudo, mas tudo. As pessoas agarravam em sacos, em copos de plásticos em tudo o que lhes vinha à mão e arrancaram as alfaces, os alhos franceses, as cebolas, as couves, tudo. Fez-me lembrar a promoção do Pingo Doce, mas neste caso não se pagou à saída. 
As pessoas passavam pelas árvores de fruto e arrancavam e comiam na hora. No ano passado nada disto aconteceu, no fim ainda consegui ver alguma coisa. Ah! E quando arranquei o girassol o ano passado ainda levei nas orelhas, este ano, até levavam ramos... Sei de fonte segura que as alfaces, pepinos e espinafres estavam cheios de químicos e não eram bons para consumo, como também lá estava exposta essa informação, mas ninguém deve ter prestado atenção nenhuma.
Foi um bom passeio e ainda consegui ir ver as promoções das lojas. Trouxe comigo um verniz lacquer cinzento que estava em promoção na KIKO. 
Mas sinceramente, gostei mais do ano passado, estava muito bem organizado e no fim as coisas ainda lá estavam.


Ter bébes está na moda?




Ok, eu sei que o tema não é muito sugestivo, mas as minhas colegas devem pensar que ter filhos é como acessórios de moda. Sim, eu sei, ela bateu com a cabeça nas paredes e agora veio descarregar no blogue. Mas isto não é normal. Raparigas que ainda agoram saíram da licenciatura já se estão a meter noutra aventura como se fosse algo banal. 
Uma colega do liceu engravidou quando tinha 18 anos e teve o descaramento de dizer que era tudo planeado. Ok! Tinha namorado, ele sustentava-a, mas ela estava desempregada e sem ter o 12º ano terminado. O menino é lindo isso é certo, mas há uma verdade escondida por detrás disto. Quando ela engravidou. não sabia quem era o pai. E ela tinha dito que era planeado. Mas tudo correu bem e lá estão juntos e felizes.
Estava na paragem quando para meu espanto vejo mais uma colega do liceu com a barriga cheia. Toda feliz e contente...mas ao menos confessou que foi um acidente de percurso. Fiquei feliz e lá lhe dei os meus parabéns.
Mais uma vez, volto a ver outra colega do liceu, mas esta já tinha um puto ao colo. Estivemos à conversa e ela disse-me que tinha acabado a relação com o namorado pois a tinha traído. Foi tão sincera que lá disse: Só engravidei para agarrar o gajo.
Oh meus amores, pensem antes de fazer asneira. No meio destas três, uma já está separada e tem um puto ao colo. O puto é que está a pagar a asneira que ambos fizeram, porque a mamã quis agarrar o papá. Imaginem uma mãe a contar ao filho - Olha fiz-te para agarrar o cabrão do teu pai. És tão bom, que o gajo deixou-me. Ou - Oh meu rico filhinho, tu já fizeste a tua boa acção, tu salvaste a minha relação com o teu papá.
Tenham cuidado e tomem juízo, porque ao fim de uns anos, o puto é que paga. Dão preservativos nos centros de saúde, toca a lá ir.

Bem que preciso de férias... só de pensar que tenho mais um trabalho de 40 páginas para fazer e acabar de editar uma reportagem até me dá vómitos. Ah! Para não esquecer que esta semana vamos ao hospital, outra vez, mas ao menos é só ir buscar a medicação, mas passar por aqueles corredores outra vez.... pensamento positivo... tudo isto pode ter um fim em Agosto...até lá quero terminar a faculdade, não ir a exames e ter sossego nem que seja 2 dias. 

Mas este fim de semana até sai, fui aos Santos e tal... mas quero mais...

Um dia especial



Para quem não saiba, tenho um irmão com 9 anos. Fartei-me de pedir mas lá veio com um atraso de 12 anos e 1 dia, mas lá veio.
Hoje vai ser um dia especial, ele vai fazer a 1ª Comunhão. Ele está nervoso pois diz que tem medo de provar a "bolacha", como ele diz, e de não gostar. 
Os preparativos estão a decorrer, da minha parte, já ali estão os sapatos que me vão dar um dor de pés que vai ser uma alegria. Mas antes, tenho que acabar a reportagem de rádio. Ah! E para ajudar à festa, está uma ventania. A missa vai ser realizada na rua, para quem for de manga curta ou de calções, vai-se arrepiar um pouco... pois bem... vou ali acabar a reportagem 

O tudo ou nada


No dia 18 de Junho é a entrega e a apresentação do último trabalho da faculdade. Tudo está a passar tão depressa que mal consigo assimilar tudo. Pensei que seria mais fácil, mas depois o que faço? Todos dizem que entrar ou até mesmo arranjar um estágio em jornalismo é quase impossível. Uma das dicas para me acalmar é criar uma lista de objectivos. No topo estão os locais onde gostaria de estagiar, em segundo, estão os locais onde posso tirar  mestrados ou pós -graduações. Mas será uma boa solução? Continuar a estudar? Ainda tenho tempo, caso contrário, tenho sempre outros empregos à minha espera...